Resenha: Máscara preta Peel-off black mask Shills

Bioderma Photoderm Nude Touch FPS 50+ – pele protegida e naturalmente linda
3 de julho de 2017
Tendência inverno/2017: Veludo Molhado – das passarelas para seu closet
4 de julho de 2017

Olá amoras!

Hoje trouxe para vocês uma resenha em dupla. Eu e minha fofolete, Letícia, testamos a máscara preta Shills, bem famosinha nas redes sociais, por retirar cravos de uma forma única. Tá, máscaras pretas não são novidade. Eu e a Lelê já testamos outra black mask aqui, de outra marca, lembram? A própria Shills, que é super conhecida na Ásia, tem várias resenhas na internet. A novidade é que agora ela está no Brasil. A marca, de origem Tailandesa é a primeira a chegar ao Brasil de modo a ser encontrada em diversas lojas e sites, e não apenas com aquela sua amiga que vende importados.

De acordo com a marca, a máscara preta Shills é

a única com carvão ativado, sendo um produto inovador que ajuda a limpas e minimizar a aparência dos poros; remove cravos, impurezas, células mortas e pequenos pelos dos poros, absorve o excesso de oleosidade, revelando uma pele saudável e brilhante.

A embalagem de 15ml tem rendimento que pode variar de 2 a 7 vezes – dependendo da quantidade utilizada em cada aplicação.

Os benefícios da máscara preta Shills:

  • Remoção de cravos e células mortas da pele;
  • Maciez uniforme;
  • Controle da oleosidade;
  • Desobstrução dos poros, permitindo com que a pele respire;
  • Micro depilação de pêlos faciais.

Minha avaliação

A máscara é preta com força, kkkkk, no melhor estilo pixe (asfalto), tem uma textura bem grossa e grudenta. Para passar no rosto precisamos tomar alguns cuidados. Eu e a Lelê prendemos os cabelos (imagina se gruda nos fios???). É importante também evitar a região ao redor dos olhos, sobrancelhas e proximidades dos cabelos. É recomendado passar uma camada média – nem muito fina, nem muito grossa – para facilitar a retirada. Aguardamos o tempo recomendado de 30 minutos. A máscara secou, ficou lisinha e brilhante. Então chegou a hora de tirar. Não foi tão fácil conseguir aplicar uma camada média, acho que eu e a Lelê aplicamos pouco, pois na hora de tirar não saiu tudo de uma vez

Na região da testa, queixo e nariz foi bem tranquilo retirar. A microdepilação facial funciona mesmo, meus pelinhos saíram todos. Eu quase não tenho cravos, mas senti uma boa limpeza na região do nariz, tanto dos (poucos) cravinhos, quanto da oleosidade. No entanto, na região das bochechas não foi tão tranquilo. Eu não sou uma pessoa dolorida, faço depilação super de boa. Mas na hora de puxar a máscara das bochechas, confesso: doeu pra caramba. Puxar devagar pra mim foi pior. Do outro lado puxei rapidamente e senti um pouco menos de dor. Confiram o vídeo que nós fizemos mostrando todo o processo.

Avaliação da Lelê

O engraçado é que minha filha (que geralmente é mais dolorida) disse que não sentiu dor na hora de retirar, nem das bochechas. Ela sentiu a pele bem limpa, sem oleosidade, não saíram todos os cravinhos, mas a sensação de maciez e retirada de células mortas fez a diferença.

Resultado

Uma pele limpa, sem pelinhos, sem oleosidade, macia que nem bumbum de bebê. Eu com certeza vou utilizar a máscara novamente, mas só na região T, até porque não tenho cravos nas bochechas. A Lelê com certeza deve usar no rosto todo novamente, pois teve um bom resultado.

O preço médio da embalagem com 15ml é R$36,00 – e está à venda em várias lojas e sites como Beleza na Web, Época Cosméticos, Netfarma, Nuspace entre outros.

ME SIGAM também nas Redes Sociais:
INSTAGRAM: @blogmuitodiva
FACEBOOK: blogmuitodiva
YOUTUBE: Blog MuitoDiva
Snap: blogmuitodiva

Kisses,

Thatá.

Facebook Comments