Resenha: Base Covergirl Vitalist Healthy Elixir a queridinha e baratinha das gringas

Meu Planner A.Craft para 2019 – como montar um planner com a sua cara
20 de dezembro de 2018
Testei: Essence marca de beleza alemã baratex
11 de janeiro de 2019

Olá amoras!

Enfim, voltamos com as resenhas que é o assunto que vocês mais gostam. Em setembro do ano passado viajei para Nova Iorque e vocês viram nos vídeos minha perdição nas comprinhas, kkkk. Afinal quem resiste não é mesmo?

Prometi muitas resenhas, e sei que estou em falta com vocês, mas o final de ano foi bem conturbado por aqui. Mas chega de desculpas e vamos ao que interessa: a resenha da Base Vitalist Healthy Elixir da Covergirl. Essa base é bem famosinha na gringa, principalmente porque (lá) ela é considerada um produtinho BBB – bom, bonito e barato. É da marca Covergirl e você pode comprar nas farmácias (Walgreens) ou em lojas como Walmart e Target. Pra falar a verdade eu comprei na sorte, precisava de uma base (kkk, sim, apesar de ter dezenas de bases em casa esqueci de levar uma na minha necessaire) e comprei essa por: (1) ser da Covergirl (queria testar), (2) ter uma embalagem bacana (sou seduzida por embalagens) e (3) tinha um precinho mais camarada.

Minha avaliação

A embalagem de vidro (30ml) chama a atenção, e tem aplicador do tipo pump, meu preferido, pois é prático e não desperdiça produto. A tampa de acrílico parece frágil e se não tiver cuidado pode quebrar, mas a minha voltou da viagem intacta (uhu).  Trata-se de uma base com funções como um BB cream, pois contém vitaminas E, B3 e B5, que prometem cuidar da pele, além da cobertura. Possui FPS 20, o que é razoável, mas não nos livra de usar um protetor solar por baixo, afinal morar em terras tropicais tem o seu preço.

A base tem uma textura leve e espalha fácil. Gostei muito do acabamento natural, levemente acetinado – não é matte – o que para mim tá ótimo, saí dessa fase (matte) principalmente depois de perceber que a pele madura (sim amorinhas, com 4.6 a pele muda, e a textura matte não favorece). A cobertura é média, mas aquele médio bem bom, kkk (vejam na foto). Para quem não gosta de cheiro pode encontrar um problema, pois a base tem um aromazinho. Na hora que passa parece um pouco mais presente, mas com o tempo fica fraquinho. A fórmula é oil free, ponto positivo para quem tem pele oleosa. No entanto como é bem cremosa precisa de um pó para selar a pele e não transferir. A duração na pele também é razoável, de 6h a 8h.

Em algumas pessoas pode oxidar, então sugiro testar antes de comprar (pesquisei algumas resenhas gringas, então vai depender do tom que você comprar). Comprei a cor 720 – Creamy Natural – que tem o fundo rosado (prefiro) então não tive problemas. Como comprei em NY, bem na Time Square paguei mais caro – U$12,99. Se tivesse comprado em New Jersey (onde fiquei hospedada) teria pago no máximo U$10. Aqui no Brasil só achei para vender no Mercado Livre, na faixa de R$80. Ou seja, mesmo em tempos de dólar alto (quando viajei o dólar estava no pico mais alto R$4,17) ainda compensou comprar nos EUA.

ME SIGAM também nas Redes Sociais:
INSTAGRAM: @thaysnrezende
FACEBOOK: blogmuitodiva
YOUTUBE: ThaysRezende

Kisses,

Thatá.

Facebook Comments