Pokémon Go|Pikachu e seus amigos enfim chegaram ao Brasil

quem disse, Berenice?| Linha completa para sobrancelhas perfeitas
2 de agosto de 2016
Havaianas|Lançamento fashion para quem gosta de óculos de sol
4 de agosto de 2016

Olá amoras!

Para quem gosta de games a novidade é maravilhosa, enfim chegou hoje ao Brasil o famoso app/game Pokémon Go – um jogo de smartphones que usa realidade aumentada e GPS para fazer a interface dos monstrinhos do desenho para o mundo real. Quem não se lembra do anime japonês que teve sua estréia em 1997 e conquistou várias gerações de fãs ao redor do mundo, e que tinha como enredo a busca de Ash por pokémons (pocket monsters) com o objetivo de se tornar um mestre pokémon?

pokemon1

Eu acompanhei por muitos anos a série, já que meu sobrinho Lucas era um dos fãs do desenho e que adorava seu Pikachu. O jogo, foi lançado em vários países em Julho de 2016 e apresenta a mesma dinâmica da série: caçar, capturar e treinar todos os 151 pokémons. Dessa vez, porém, os jogadores precisam levantar do sofá e andar pelas ruas de sua cidade para encontrar as criaturas. Afinal, com a função GPS, os jogadores são avisados de quando estiverem próximos à localização de algum monstrinho. O app então processa uma imagem virtual dos pokémons sobre o sinal obtido via câmera fotográfica dos aparelhos.

Hoje, 03 de agosto foi anunciado que “Pokémon Go” já pode ser baixado nas lojas brasileiras de aplicativo da Apple e do Google. Segundo noticiado nos veículos de comunicação, o perfil do jogo no Facebook publicou um comunicado sobre o lançamento. “Estamos animados em oficialmente colocar ‘Pokémon Go’ nas mãos dos fãs da América. Desde que chegou aos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia em 5 de julho, “Pokémon Go” se transformou em um fenômeno. O game dos monstrinhos de bolso valorizou as ações da Nintendo, se tornou mais usado que Twitter e Tinder e provocou todo tipo de fenômeno – de lesões em jogadores a alertas de departamentos da polícia por todo o mundo.

pokemon-go-field-tests-begin-us-logo.jpg.optimal

E parece que mesmo antes do acesso ao jogo nas terras tupiniquins, o game já configura um grande sucesso de público. Nos dias 27 e 28 de julho de 2016, o PiniOn realizou uma pesquisa sobre o jogo Pokémon Go com 1770 pessoas de todo o país que compõem a base do PiniOn (usuários de smartphone com mais de 18 anos de idade). Seguem abaixo os principais resultados:

->  90% de todos os entrevistados já ouviram falaram sobre o aplicativo Pokémon Go.

-> 92% dos entrevistados que já ouviram falar sobre o jogo Pokémon Go acreditam que as pessoas devem se preocupar com a sua segurança jogando o jogo em celulares pelas ruas do Brasil.

-> 80% dos entrevistados não acreditam que as permissões de acesso que o aplicativo Pokémon Go realiza quando instalado em um celular (tais como agenda de contatos e localização da pessoa) podem prejudicar seu sucesso no Brasil.

->  85% dos entrevistados concordam em afirmar que as pessoas devem ficar mais atentas às permissões de acesso que os aplicativos fazem quando instalados em um smartphone.

-> Para 51% dos entrevistados que já ouviram falar do jogo Pokémon Go, o sucesso dele vem da tecnologia de realidade aumentada; para 35%, da popularidade do desenho animado e dos personagens do Pokémon; e, para 10%, da propaganda envolvida.

->  24% de todos que participaram desta pesquisa conhecem outros jogos e aplicativos que utilizam realidade aumentada e 65% destes já jogaram algum jogo deste tipo.

-> 45% dos entrevistados que já ouviram falar sobre o jogo se interessaram por baixar o aplicativo; e 39% disseram que estão ansiosos para isso.

-> Estes percentuais crescem entre aqueles que já assistiram os desenhos animados do Pokémon: 50% destes se interessaram por baixar o aplicativo e 44% estão ansiosos para baixar o aplicativo. Se considerarmos somente os entrevistados que já jogaram jogos de vídeo game do Pokémon, estes índices sobem ainda mais: 71% destes se interessaram por baixar o aplicativo; e 65% se disseram ansiosos para baixar o aplicativo.

-> Para 63% dos entrevistados que já ouviram falar sobre o jogo Pokémon Go a relativa demora para a chegada do jogo no Brasil pode fazer com que o interesse dos jogadores brasileiros diminua.

-> 34% dos entrevistados que se interessaram por baixar o aplicativo disseram que pretendem comprar itens dentro do aplicativo. Em média, eles pretendem gastar R$35,85 por mês com compras de itens dentro do aplicativo.

-> 8% dos entrevistados que se interessaram em baixar o aplicativo não entrariam em estabelecimentos comerciais para capturar Pokémons; 59% entrariam desde que não tivessem que consumir nada; e 33% entrariam mesmo que tivessem que consumir alguma coisa.

->  30% dos entrevistados não se deslocariam para eventos e lugares específicos onde o jogo disponibilizasse Pokémons raros para captura, estes só pretendem jogar nos lugares onde já se encontrem por alguma outra razão; 52% disseram que se deslocariam dentro da sua própria cidade para capturar estes Pokémons raros e participar de eventos do jogo; 12% se deslocariam dentro de seu estado; e 6% viajariam até outros estados com este objetivo.

-> 86% acham que o jogo Pokémon Go pode expor as pessoas a perigos nas cidades brasileiras mais do que o que vem acontecendo em cidades de outros países onde o jogo já chegou.

pokegobatalhas

pokemon-go-2-600x353

Não podemos negar que a interatividade do game é de fato muito interessante, mas as pessoas, e principalmente as mães de crianças animadas com o jogo deverão tomar muito cuidado e orientar seus filhotes, pois os riscos de acidentes são reais. Se um smartphone já tira nossa atenção quando estamos navegando em redes sociais, imagina quando se está jogando um game com realidade aumentada?

E aí, quem aí já baixou seu Pokemon go?

ME SIGAM também nas Redes Sociais:
INSTAGRAM: @blogmuitodiva
FACEBOOK: blogmuitodiva
Snap: blogmuitodiva

Kisses,

Thatá.

Facebook Comments