New York Fashion Week 2017 |Das passarelas para o street style

Resenha: Linha Wild Rose e cuidados corporais Korres
21 de setembro de 2016
Resenha: Base líquida matte Ruby Rose
27 de setembro de 2016

Olá amoras!

A temporada de desfiles em NY já se encerrou, e foram muitos lançamentos incríveis que com certeza irão nos influenciar nos próximos meses. Nem tudo que vai para as passarelas cai no gosto do street style (e nem poderia, com tanta exuberância), mas as referências certamente estarão presentes. Assim, trouxe um resuminho básico do que rolou em New York, e que mais me chamou atenção. Vamos conferir?

BOSS

Com muitas cores, ousadia e assimetria, assim foi a coleção womenswear que o estilista Jason Wu preparou para Boss. Wu trouxe para a coleção referências esportivas e detalhes utilitários que devem agradar o mundo fashion e o street style. A alfaiataria perfeita associada às peças assimétricas conferiram modernidade à proposta. As cores fortes: laranja, verde e azul destacaram em diversos looks. O P&B (preto e branco) também não ficou de fora e mostra que continua em alta. Uma coleção totalmente usável.

JEREMY SCOTT

Os looks ousados e divertidos de Jeremy Scott me fizeram lembrar dos anos 80, e também da atual tendência de levar os emoticons e coisas divertidas do mundo virtual para a moda. Sim, pelo jeito essa onda veio e vai continuar entre nós por mais um tempo. A pegada esportiva também está em alta, com moletons nada básicos usados com mini-saias. A estampa desse moletom azul (último abaixo) me remeteu também as criações fun da Moschino.

MARC JACOBS

Jacobs não trouxe uma referência, mas várias, em sua nova coleção. Confesso que em algum momento me senti perdida em tantas propostas. A coleção que trouxe renda, brilho, cores, jeans, tecidos metalizados, militarismo apresentou modelos desfilando em botas plataformas e cabelos com dreads, e trouxe looks multicoloridos. As jaquetas foram as grandes vedetes, curtas, médias ou longas, mais femininas ou em estilo militar são peças desejo para qualquer produção.

MICHAEL KORS

Sim! Eu adoro Michael Kors, e mais uma vez ele trouxe uma coleção incrivelmente linda, usável (adooooooro) e com propostas que podemos adaptar para nossa realidade com looks de fast fashions. Tenho certeza que teremos muito do que MK apresentou em nossas lojas queridinhas (do mundo real, em que podemos comprar). A pegada da coleção nos anos 40 trouxe florais belíssimos, vestidos midi (acho um clássico) com uma modelagem que revela as curvas femininas. Mais uma vez os moletons estão presentes (look 1 abaixo) o que nos sugere que o sportswear está cada vez mais se incorporando na moda.

OSCAR DE LA RENTA

Oscar de la Renta dispensa apresentações, sempre presente no tapete vermelho nas premiações de cinema, música… Com a saída do estilista Peter Copping, quem assinou o desfile da marca foi o time de estilo. O que pudemos ver foi uma coleção com muitos vestidos brancos, estampa paisley (origem indiana e persa) e peças muito femininas. Me chamou a atenção além da referência dos anos 70 (estampa paisley) o toque oriental, com jaquetas e sobretudos sem golas e com cores branco, preto e vermelho. Eu adorei, e usaria vários looks da coleção.

RALPH LAUREN

Ralf Lauren veio inspirado no country americano e trouxe uma coleção com maxicintos, ponchos, bordados e franjas. Até mesmo chapéu de cowboy teve na passarela. Com a mega tendência “see now, buy now” (veja agora, compre agora), a grande novidade ficou por conta da marca anunciar suas vendas imediatas após o desfile em todas suas flagships ao redor do mundo. As cores predominantes foram os neutros: off white, bege, marron, com muitos detalhes (bordados, acessórios).

TOMMY HILFIGER

Tommy Hilfiger preparou um desfile impecável e trouxe a linha assinada por Gigi Hadid. Também com o conceito see now, buy now, transformou o cenário do desfile numa grande loja aberta ao público um dia após o evento. O estilo navy, marca registrada da TH esteve presente, mas não foi o protagonista, que deu lugar ao queridinho da vez: o moletom com mangas compridas, numa referência aos uniformes de futebol americano, e que tem ganhado o coração das fashionistas. Outra tendência que com certeza vai estar logo nas ruas são os lenços com franjas usados no pescoço, compondo um look despojado e meio boho. Além disso as bombers (jaquetas), os tamanhos exagerados (oversized) e as inspirações esportistas foram as marcas da coleção.

TORY BURCH

Tory Burch trouxe uma coleção que buscou referências na Costa Oeste, e trouxe elementos boho, macramês, corda e camurça. Um colorido de encher os olhos, acessórios que fazem a diferença como as mini bags super decoradas e tênis e sapatilhas compuseram looks lindíssimos. Pelo jeito a onda dos calçados comfy continua (glória a Deus), e em nada comprometem o look. Pelo contrário, deixam despojado e fashionista.

Fotos: Agência Fotosite/FFW

ME SIGAM também nas Redes Sociais:
INSTAGRAM: @blogmuitodiva
FACEBOOK: blogmuitodiva
YOUTUBE: Blog MuitoDiva
Snap: blogmuitodiva

Kisses,

Thatá.

Facebook Comments