M.A.C. e as cores preferidas de batons das celebridades

Verde Greenery é eleita a cor do ano de 2017 pela Pantone
9 de dezembro de 2016
Look|Como montar uma produção street style com saia plissada
13 de dezembro de 2016

Olá amoras!

Se tem uma coisa que mulher ama, é batom. Até aquelas mais basiquinhas não dispensam uma corzinha nos lábios. E isso não é de hoje! Desde sua origem, que segundo pesquisas vem desde os egípcios, com evidências da rainha Nefertiti, esposa do faraó Akhenaton, usando corantes para decorar os lábios. Nos tempos antigos os lábios eram pintados com produtos naturais como raízes e outras misturas de “tinta” com mel. No século XVI, durante o reinado da rainha Elisabeth I, o batom ganhou popularidade, contrastando com a face bem branca.

mac-batons

Foi só no início do século XX que o perfumista francês, Rhocopis, criou e batizou de baton serviteur (bastão servidor), uma mistura que se baseava numa massa de talco, óleo de amêndoas, essências de bergamota e limão, de cor vermelha, que era vendida numa embalagem de papel de seda. Assim, o formato dos batons também passou por processos de modernização. Por volta do ano de 1915, apareceu nos Estados Unidos um derivado do “baton serviteur”: um colorante labial em forma de um pequeno tubo metálico. A sua aceitação na América do Norte foi quase instantânea. Em 1921 a revista Vogue publicitava esse “tubinho” como um acessório de elegância que todas as mulheres de classe deveriam possuir. A fórmula sólida do batom só teve início na década de 1930. Mesmo assim a receita básica não sofreu radicais mudanças. Ela é, até hoje, uma dispersão de cores em uma base gordurosa, permitindo assim a fácil aplicação de uma camada uniforme. Com a evolução da indústria cosmética, actualmente o batom não dá apenas cor, mas também protege a pele delicada dos lábios contra o frio, o vento e o sol. (Fonte: A origem das coisas).

Uma das marcas mais queridas e desejadas de cosméticos, a M.A.C., de origem canadense teve início na década de 80, para atender as necessidades de um fotógrafo maquiador e um cabeleireiro que buscavam produtos com melhor fixação, textura e pigmentos. Claro que não demorou para se tornar objeto desejo. Até 1990 somente profissionais de maquiagem tinham acesso a marca. Ganhou ainda mais destaque no Brasil  quando a cor Snob, um improvável tom entre rosa e lilás usado pela atriz Ísis Valverde na novela Caminho das Índias, em 2009, caiu no gosto das telespectadoras. E assim a marca tem ganhado cada dia mais fãs. As celebridades são as grandes catalizadoras que ajudam a propagar ainda mais cada nova cor. Vamos conferir algumas?

 

angel frost mac

Cor Angel Frost – Kim Kardashian

mac dangerous

Cor Dangerous – Bruna Marquezine

mac honey love

Cor Honey love – Giovanna Ewbank

mac peach cherich

Cor Peach cherick – Cléo Pires

MAC pretty me up

Cor Pretty me up – Marina Ruy Barbosa

retro matte taillored

Retro matte Taillored – Giovanna Ewbank

Eu também tenho minhas cores favoritas da M.A.C.: Brave, Matte Please me e o famoso vermelho Ruby Woo. E você? Qual sua cor favorita?

ME SIGAM também nas Redes Sociais:
INSTAGRAM: @blogmuitodiva
FACEBOOK: blogmuitodiva
YOUTUBE: Blog MuitoDiva
Snap: blogmuitodiva

Kisses,

Thatá.

Facebook Comments