Divando na Itália|Dicas para curtir a Bella Roma (parte 5)

SPFW TRANS N42|Contagem regressiva para o principal evento de moda nacional
21 de outubro de 2016
Riachuelo lança coleção cápsula de Harry Potter
25 de outubro de 2016

Ciao belas!!!

Hoje, teremos nosso último post sobre Roma, buáaaaaaaaaa! Foi tão bom né. Mas se Deus quiser outras viagens virão e teremos mais posts com dicas de viagem. No quarto post da série #DivandoNaItália eu comecei a apresentar para vocês alguns dos pontos turísticos imperdíveis ao se visitar Roma. No roteiro 1 tivemos as atrações próximas a Via del Corso. Hoje veremos as atrações próximas ao Vaticano, que ficam mais distantes daquela parte do centro histórico e por isso, não dá para ir a pé.

roma visao

Roteiro 2 – Vaticano e proximidades

Pegando o metrô e descendo na estação Ottaviano chegamos às proximidades do Vaticano, que é a sede da Igreja Católica, e é a menor entidade territorial do mundo, com aproximadamente 44 hectares, ficando localizado dentro da cidade de Roma. Atrás de toda muralha que vemos do lado de fora, encontra-se toda uma estrutura com escola, estação de trem, estação de rádio, capelas, e os famosos Museus Vaticanos.

DSC04575

Por detrás dessas muralhas está o Vaticano

Para entrar no Vaticano você deve se dirigir à bilheteria, e terá acesso aos museus, parte dos jardins e à Capela Sistina. Nas proximidades aparecem muitas pessoas querendo lhe vender ingressos, visitas com guia, etc. Falam que você pagará mais caro comprando na bilheteria. Mas isso não aconteceu. Compras o ingresso na hora que chegamos e não pegamos nenhum tipo de fila. Claro que é importante ficar atento aos melhores horários para a visitação. Fomos numa segunda-feira, na parte da manhã, e foi tudo mega traquilo. Tivemos acesso aos museus (são vários espaços com uma infinidade de obras), jardins e capela Sistina. Não imaginava o tamanho do acervo de obras de arte do Vaticano. É fantástico, e tem tanta coisa para ser vista quanto o Museu do Louvre. Os jardins são um espetáculo a parte.

14795648_1553466938012626_2018056342_o

Museus Vaticanos

14799853_1553470701345583_948634993_o

Teto de um dos espaços dos Museus Vaticanos

DSC04546

14808809_1553470564678930_1186092916_o

Jardins

A capela Sistina, conhecida por ter alguns dos afrescos mais famosos de Michelangelo, tem sua arquitetura inspirada no Templo de Salomão, citado no Antigo Testamento. Além de Michelangelo, fazem parte também pinturas de Rafael, Bernini e Botticelli. O nome da capela foi uma homenagem ao Papa Sisto IV – responsável pela restauração da antiga capela Magna (1477-1480).

capela-sistina

Capela Sistina

CAPELA SISTINA

Teto Capela Sistina

Ao entrar na capela, sempre lotada de gente, primeiro pensei, nossa é bem pequena. Na verdade, é tanta gente que mal temos a dimensão do lugar. Lá dentro não é permitido tirar fotos ou filmar. As mulheres não podem entrar com roupas curtas, nem ombros a mostra (comprei um lenço para tampar os meus) e os homens não pode estar de shorts ou bermudas. Infelizmente tem muita gente sem educação, que insiste em tirar foto, conversar alto, filmar. Os guardas ficam o tempo todo pedindo silêncio (afinal ali é um lugar sagrado) e chamando a atenção dos mal educados. Consiga um lugarzinho para sentar nas laterais, e aí sim, você terá melhores condições de apreciar e se impressionar com a obra de Michelangelo. O teto pintado por ele é uma das obras mais fantásticas que já pude ver. Você tem a sensação que são esculturas e afrescos. Mas na verdade tudo ali são afrescos em 3D.

DSC04573

Saída do Vaticano

Na saída do Vaticano uma rampa em formato espiral chama a atenção pela forma e beleza. Irresistível tirar uma foto.

Após a saída do Vaticano nos encaminhamos à Piazza di San Pietro (Praça São Pedro) criada por Bernini. A praça é belíssima, e possui no centro um obelisco egípcio, e ao redor colunatas que formam uma elipse ao redor do espaço.

piazza san pietro

DSC04585

Para ver o Papa na Piazza di San Pietro, as duas formas mais fáceis são: ou nas quartas-feiras durante a Udienza Papale (audiência papal) – em que ele aparece na praça e muitas vezes percorre o espaço no Papa móvel, podendo vê-lo bem de perto (infelizmente durante minha viagem não estiva em Roma na quarta), ou durante o Angelus – que acontece aos domingos ao meio-dia. O Angelus é um momento de oração que dura aproximadamente 15 minutos. No entanto o Papa não vai até a praça, e aparece da janela da biblioteca do Vaticano (prédio do lado direito da Basílica). Portanto, vemos apenas um pontinho branco láaaaaaaaaaaa encima. Mas podemos vê-lo melhor no telão que é colocado na praça, e o principal, sua energia do bem, suas palavras de amor podem ser ouvidas e sentidas. Uma emoção indescritível. Independente de religião o Papa Francisco é um homem de bem, que tem uma aura abençoada.

14800136_1553470561345597_1394464204_o

Minha selfie com o Papa

14799847_1553470581345595_1571195088_o

Aquele pontinho branco na segunda janela da direita para a esquerda é o Papa Franciso

14795955_1553470584678928_1845706525_o

Telão para vermos o Papa durante o Angelus

Estando na Piazza di San Petro é o momento de conhecer a Basílica de São Pedro. 

Dicas importantes: para entrar na basílica você passará por uma revista, não é permitido entrar com nenhum tipo de bebida (nem água), as mulheres devem estar com os ombros cobertos (se estiver de roupa sem manga, basta comprar um lenço, todos as lojinhas e ambulantes vendem lenços por ali), saias e vestidos abaixo dos joelhos. Homens não podem estar de shorts ou bermudas. Dentro da basílica é permito filmar e fotografar, tendo apenas a boa educação de não ficar falando alto e tendo respeito.

basilica sao pedro

Basílica São Pedro

Pietá - de Michelangelo

Pietá – de Michelangelo

O lugar é gigantesco, uma arquitetura belíssima, altares e esculturas como Pietá, uma das esculturas mais famosas de Michelângelo. É um lugar para oração e contemplação. Imperdível.

Nas imediações da Piazza di San Pietro, seguindo em frente na direção oposta à basílica chegaremos nos arredores do Castelo Sant’Angelo – que data do ano 135, construído pelo imperador Adriano a princípio como um mausoléu da família. Com o passar dos anos teve sua função alterada, de edifício militar à fortaleza papal, também já serviu como prisão. Tão incrível por dentro quanto por fora, a visita é imperdível, para entrar deve-se pagar um ingresso. São muitas escadas e lugares para visitar dentro do castelo, e chegando ao topo temos uma das vistas mais lindas de Roma.

Castelo de Santo Ângelo

Castelo Sant’Angelo

14799733_1553474294678557_314914344_o

Para quem gosta de cinema e livros é provável que já tenha visto e/ou lido “Anjos e demônios”, obra de grande sucesso de Dan Brown. Esta aventura se passa em Roma, então fica a dica das atrações citadas no livro e que eu pude conferir pessoalmente: Vaticano, Piazza di San Pietro, Pantheon, Piazza del Popolo, Piazza Navona, Castelo Sant’Angelo, Capela Sistina.

Espero que tenham gostado dessa viagem e das dicas, e que venham muitas outras.

ME SIGAM também nas Redes Sociais:
INSTAGRAM: @blogmuitodiva
FACEBOOK: blogmuitodiva
YOUTUBE: Blog MuitoDiva
Snap: blogmuitodiva

Kisses,

Thatá.

Facebook Comments